|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 776 { professores: 1 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Comentários
Cidadelas

Animação | De Paulo Mussoi, Renato Fagundes | 2002 | 11 min | RJ

8 Comentários
Por Alexandre Nuñez Tardin - Usuário | 10/08/2016

Bela analogia.
Por Jorge Luiz Villetti - Usuário | 07/08/2013

Perfeita essa relação Maravilha de curta..
Por Jarbas de Olivetra - Usuário | 22/01/2011

Uma bonita homenagem ao Antonio Conselheiro, uma bela e bem executada reverência aos pobres que resistem.
Por Rosemeire Rocha - Professor | 22/11/2010

Um filme grafitizado que embora com formas às vezes ilegíveis torna-se compreensível pela voz do repentista o qual relata o episódio vivido por Antonio Conselheiro no agreste sofrido do Nordeste brasileiro. Foi uma tentativa inusitada e corajosa dos cineastas de exibir a história do beato.
Por Maria da Silveira Lobo - Usuário | 28/01/2010

Muuuiiito BOM ! Parabéns !
Por Rita Passos - Usuário | 28/01/2010

Uma pequena viajem "animada" ao universo doloroso do humano e a violência incansável. Muito interessante o uso do cancioneiro popular no início e a mistura deste com algo do movimento mangue beach que permeia todo o curta. Também muito bom a analogia do evento histórico de Canudos e a figura profética de Conselheiro/Cristo Redentor com a guerra atual do Rio.
Por Edson Colossi - Usuário | 28/01/2010

Muito clipado, musicas e desenhos ingênuos que não se entrelaçam com a importância do tema. Parece existir uma preucupação dos diretores em transformar os curtas em longas, apenas preenchendo a tela com uma quantidade imensa de informação visual que caberiam numa superprodução do Tio Sam. Neste curta transborda inocência e falta História
Por Daniel Fernandes da Silva - Usuário | 28/01/2010

Estava afastado dos curtas e Cidadelas foi uma excelente oportunidade de ver o trabalho de tão bom gosto que o cinema nacional possui. Um parabéns especial ao Renato e Paulo que junto a um repentista contaram essa fábula de forma tão inusitada. Parabéns.