|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 158 { professores: 3 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.

O Arraial de Canudos


Plano de Aula do Filme O Arraial | Animação | De Adalgisa Luz, Otto Guerra | 1997 | 13 min | RS


O curta retrata a vida no sertão, as dificuldades para a sobrevivência e o sonho de uma vida melhor inspirados no mito de Don Sebastião e nas promessas de Antônio Conselheiro. Leva-nos à reflexão sobre um episódio que marcou a nossa história e que ficou conhecido como: A guerra de Canudos. A revolta social pelas condições precárias de vida levou um povo ao extremo e a um dos piores massacres já vividos. Há sem dúvida a importância de trabalhar temas históricos de tanto impacto na sociedade e de estimular o aluno a ter um olhar mais atento sobre o cenário político e social, assim como a necessidade de promover a reflexão crítica dos alunos e oportunidades de criarem intervenções sociais como sugestões que poderiam ter mudado essa história.





Objetivos

 Conhecer a história do Arraial de Canudos

 Conhecer a história da guerra de Canudos

 Refletir sobre a diferença entre República e Monarquia

 Desenvolver empatia e solidariedade com vítimas da miséria e da fome

 Conhecer a geografia do sertão

 Observar a linguagem do sertanejo

 Criar intervenções sociais

 Conhecer o mito de Don Sebastião

 Desenvolver a criatividade através de cartazes temáticos

 Expor os cartazes.


Situação Didática

Etapa 1: (10 minutos)

O professor pode estimular uma discussão e perguntar se os alunos sabem o que foi o Arraial de Canudos. Falar sobre o cenário baiano, o sertão nordestino, a linguagem do sertanejo e quem foi Antônio Conselheiro.

Etapa 2: (40 minutos)

Neste segundo momento, pode apresentar o curta o Arraial e convidar os alunos para uma roda de conversa sobre a relação entre o curta e o mito de Don Sebastião, perguntar sobre a diferença entre República e Monarquia, estimulando os alunos a compartilhem as ideias de intervenção social que fossem capazes de mudar essa história.

Etapa 3: (30 minutos)

Em grupos os alunos poderão escolher um tema que mais lhes chamaram a atenção e elaborar cartazes com os temas escolhidos.

Etapa 4: (30 minutos)

Os alunos poderão apresentar os cartazes e explicar a sua escolha.

Etapa 5:

Os cartazes poderão ficar expostos em um mural.

Avaliação:
A verificação da aprendizagem poderá feita através da participação dos alunos, da criação de intervenções sociais, da confecção de cartazes e explicação dos mesmos.


Comentários

Pedagogo Autor do Plano de Aula
Rosângela Maria de Moura


Formação: Doutora em Ciências da Educação' pela Universidad Nacional de Rosario (UNR) Argentina. Graduada em Letras - Licenciatura e Bacharelado pela USP e pós-graduada em Literatura.
Atividades Profissionais: Professora de português e língua espanhola do Centro Universitário UNIFIEO e do Centro de Línguas Antônio Raposo Tavares. Roteirista de objetos educacionais, escritora premiada em concursos literários, nas categorias ensaio e conto. Autora do Manual Básico de Língua Espanhola. EDIFIEO, 2012 e autora de vários textos literários publicados por diferentes editoras.
Nível: Ensino Superior