|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Direitos trabalhistas


Plano de Aula do Filme Viver a Vida | Ficção | De Tata Amaral | 1991 | 12 min | SP


O modelo de produção que vivemos após as revoluções industriais exigiu, no decorrer dos séculos, que os trabalhadores procurassem os seus direitos para que seja garantida a dignidade diante do seu exercício. Com muito esforço os trabalhadores conseguiram alcançar direitos.





Objetivos

Conhecer o processo de conquista de direitos

Reconhecer quais são as mínimas condições de trabalho

Conhecer os principais direitos estabelecidos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).


Situação Didática

Etapa 1:

Apresente para os alunos o poema Cântico da Rotina da autora Ana Miranda. Faça uma breve introdução sobre o tema da aula, contextualizando a situação explícita no poema. Se possível trace uma linha do tempo de acordo com as revoluções industriais e as mudanças que ocorrem para os trabalhadores.


Etapa 2:

Assista o curta-metragem Viver a vida com os alunos. Relacione com os alunos o que é descrito no Cântico da Rotina com a vida do office boy do curta-metragem. Solicite que cada aluno converse com sua família sobre os direitos trabalhistas e a importância deles e tragam um relato na próxima aula.


Etapa 3:

Distribua conteúdos (livros, revistas, artigos, etc.) sobre a revolução industrial e a história dos direitos trabalhistas no Brasil. Abra uma roda de conversa para que compartilhem o que foi colhido na conversa com a família. Depois de compartilharem os relatos peça para que cada aluno escrava uma redação sobre o tema.


Avaliação:

Participação ativa na aula e elaboração da redação.




Pedagogo Autor do Plano de Aula
Jussara Caetano


Formação: Jornalista, pós-graduada em Gestão da Comunicação em Mí­dias Digitais.
Atividades Profissionais: Coordenadora de comunicação do Instituto Paramitas.
Publicações: Em 2013 teve a reportagem Meu corpo, meu filho, meu parto publicada no livro "A quem pertence o corpo da mulher?". De 2004 a 2007 participou do grupo de estudos literários Encontro das Ã?guas na Biblioteca Municipal de Osasco.
Nível: Ensino Superior