|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Um protesto contra o esquecimento da Ditadura Militar


Plano de Aula do Filme Enquanto a Tristeza não Vem | Documentário | De Marco Fialho | 2003 | 20 min | RJ


A História que vivemos é algo dinâmico, no entanto, dependendo da forma como ela é estudada na escola, essa relação fica estremecida. O vira "decoreba" e totalmente desconectado do cotidiano. Estamos em um momento em que a escola busca cada vez mais aproximar o conhecimento histórico e o saber histórico escolar.:
De acordo com PCN de História:
No diálogo e no confronto com a realidade social e educacional, no contato com valores e anseios das novas gerações, na interlocução com o conhecimento histórico e pedagógico, o saber histórico escolar tem mantido tradições, tem reformulado e inovado conteúdos, abordagens, métodos, materiais didáticos e algumas de suas finalidades educacionais e sociais. Nesse diálogo tem permanecido, principalmente, o papel da História em difundir e consolidar identidades no tempo, sejam étnicas, culturais, religiosas, de classes e grupos, de Estado ou Nação. (PCN, História, p.29).
O filme "Enquanto a tristeza não vem", é um relato vivo de que a História é algo, vivo encadeado. Construído por aqueles que têm ou não consciência disso.
O filme com imagens, músicas e a condução de Sérgio Ricardo nos transporta para diversas épocas que marcaram a História do Brasil e o formato de entrevista, nos convida a refletir, cada vez que uma questão é lançada.
O filme fala ainda da conexão da Arte e da Cultura e do papel que elas têm no processo histórico. Como ele mesmo afirma no filme:
"...a arte tinha uma importância na transformação , não na transformação dos problemas , mas sim das cabeças para se entender esses problemas , a arte servia para elucidar , denunciava a problemática brasileira com grande alcance emotivo através do cinema , do teatro , da música e na própria luta dos estudantes." (Sérgio Ricardo).
Sair do processo de alienação em que estamos imersos diariamente não é uma tarefa fácil, filmes como este nos lembra que essa linha histórica começou há muito tempo e que as condições que herdamos são revalidadas diariamente.
A proposta é através deste filme conduzir os alunos para um dos períodos que também é retratado no filme, o período da Ditadura Militar.
Muitas marcas ficaram deste tempo e não podemos deixar que a lição seja esquecida. Estudar, analisar e aprofundar as questões contribui para valorização dos alunos como protagonistas da realidade social e da História tornando-os sujeitos ativos no processo de aprendizagem.
O filme é uma voz que protesta contra o esquecimento, na medida em que constitui um documento vivo das transformações sócias-políticas e culturais sofridas pelo Brasil.




Objetivos
 Discutir um período da História do Brasil
 Analisar a relação entre arte, produção cultural e história
 Comunicar idéias utilizando imagens

Situação Didática
A idéia é que os alunos mergulhem na época da ditadura. Para valorizar o conhecimento e ainda a troca entre eles, cada um abordará um aspecto deste período e terá como tarefa, compartilhar com os colegas. O recurso utilizado será a criação de fotonovelas. Na junção da imagem e texto, os alunos expressarão a visão deles sobre o período da ditadura Militar.

O professor deve resgatar o conceito de fotonovela com os alunos. Segundo a Wikipédia,

"Uma fotonovela é uma espécie de novela em formato de história em quadrinhos onde o tipo das imagens predominantes são fotos em vez de desenhos. É uma forma de arte seqüencial que conjuga texto e imagens com o objetivo de narrar histórias dos mais variados gêneros e estilos. São, em geral, publicadas no formato de revistas, livretos ou de pequenos trechos editados em jornais e revistas.

Assim como as telenovelas, algumas fotonovelas são divididas em capítulos que geralmente tem um desfecho próprio, para dar a sensação de suspense e curiosidade ao leitor que certamente ficará tentado a comprar a continuação."
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Fotonovela acesso no dia 15 de Abril de 2007.

A sugestão de programa para fazer a fotonovela é o HagáQuê. Um programa foi desenvolvido para facilitar o processo de criação de uma história em quadrinhos por uma criança ou jovem ainda inexperiente no uso do computador.

O passo a passo para trabalhar com o Hagaquê

1. Fazer Download do programa e ler a apostila para entender os procedimentos básicos do programa. O programa é bem fácil de manipular, o conceito é inserir imagens, adaptar o tamanho, colocar a caixa de texto e salvar a história com um nome.
2. Após a pesquisa dos alunos, eles irão elaborar o roteiro.
3. Fazer storyboard ( planejamento quadro a quadro do que será necessário para cada quadrinho, texto, figuras, etc.)
4. Fotografar as cenas, utilizar uma máquina digital, pois facilita o trabalho, um máquina convencional, pode ser usada, no entanto as fotos precisarão ser scanneadas para se transformarem em arquivo digital.
5. Revisão textual, pois os alunos podem ter erros de digitação ou ortografia.
6. Impressão das histórias para produção de uma revista ou publicação.

Neste link, encontra-se o programa para ser feito Download, sendo que é um programa freeware, portanto seu uso não constitui pirataria http://www.nied.unicamp.br/~hagaque/ acesso no dia 15 de abril de 2007 . Possui também todo o histórico de criação do programa inclusive com algumas histórias publicadas.
Neste outro há ainda um apostila on-line que ensina a usar programa. Ele é muito fácil e intuitivo e não exige conhecimentos avançados do uso do computador.
http://www.emack.com.br/info/apostilas/hagaque/saiba_hagaque.php acesso no dia 15 de Abril de 2007.

Assim, a proposta, passo a passo é:

1. Propor a atividade de realização da fotonovela sobre a ditadura Militar
2. Se possível trazer uma fotonovela, ou pesquisar na internet Este link contém um exemplo de projeto com fotonovela. http://www.escolamobile.com.br/Projetos/photonovel/default.htm
3. Dividir a classe em grupos, sendo que cada um abordará uma situação-problema diferente, são elas:

O que foi o exílio no Período da Ditadura Militar e por que ele ocorreu?
Quais são as conseqüências de um processo de alienação cultural?
Qual a relação entre cultura e cidadania?
O que foi o AI-5?

No período da Ditadura Militar, como se encontrava a
Cinema
Cenário político
Artes
Televisão
Educação

4. Explicar aos alunos que eles têm que responder a questão a qual o grupo de propôs através da fotonovela. Serão avaliados levando em consideração os seguintes itens: trabalho em equipe, conteúdo, relações estabelecidas e criatividade.
5. Estabelecer combinados sobre o que é um trabalho em grupo.
6. Propor a pesquisa e sugerir fontes para orientar os alunos.
7. Após a realização da tarefa, cada grupo deve apresentar sua fotonovela.
8. Os alunos podem tentar publicar o trabalho no site http://www.nied.unicamp.br/~hagaque/ ou em qualquer outro.


Comentários
Avaliação:

O professor pode preparar uma auto-avaliação para o grupo e ainda verificar se o grupo conseguiu responder a questão atentando-se para o conteúdo apresentado, as relações estabelecidas e criatividade.

Dicas:

Caso o professor queira embasamento teórico sobre o trabalho com fotografias, seguem algumas sugestões.
http://www.ufrgs.br/fotografia/port/08%5Flinks/ acesso no dia 15 de abril de 2007.
http://www.mnemocine.com.br/audiovisualeducacao/praticas.htm acesso no dia 15 de abril de 2007.
http://www.artenaescola.org.br/sala_relatos_artigo.php?id=18 acesso no dia 15 de abril de 2007.
http://www.sergioricardo.com/obra_musicas.asp

Pedagogo Autor do Plano de Aula
Cecília Oliveira Prado


Formação: Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil. Especialização em Tecnologias Interativas Aplicadas a Educação. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.Graduação em Pedagogia. UMESP, Brasil.
Atividades Profissionais: Professora no curso de Pedagogia. Disciplinas: Metodologia e Pratica da Língua Portuguesa, Metodologia e Prática da Alfabetização, Linguagem e Literatura Infantil e Práticas, Estágio Supervisionado: Ensino Fundamental. Gestora Escolar em escola da rede pública municipal
Publicações: PRADO, Cecilia de Oliveira . A escola publica e o recebimento de recurso. São Paulo: Psicopedagogia Online, 2005.
Nível: Ensino Superior
Instituição: UNIMES | | SP