|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

As letras imortais de Guimarães Rosa


Plano de Aula do Filme Rio de Janeiro, Minas | Ficção | De Marily da Cunha Bezerra | 1991 | 8 min | SP


A imortalidade das letras reside na qualidade, beleza, riqueza, diversidade e, principalmente, na capacidade de tocar de forma profunda os leitores. Guimarães Rosa é um dos gigantes da literatura brasileira que atingiu, com êxito reconhecido por todos, a eternidade juntamente ao público por conta de suas produções irretocáveis. Sua linguagem é afeita aos espaços onde acontecem as tramas por ele narradas, colocando, de fato, os leitores em contato com uma realidade muito próxima a que se pretende deslocar quem lê seus textos. Grande Sertão Veredas, considerado por muitos como sua maior produção, é exemplo marcante dessa marca de gênio e pode ser conferida também através deste conto, reproduzido em curta-metragem. Delicie-se!




Objetivos
Incentivar a leitura e o conhecimento da obra de Guimarães Rosa. Promover a leitura de clássicos da literatura brasileira como Grande Sertão Veredas.

Situação Didática
Pedir a leitura de obras de Guimarães Rosa, se possível e de preferência, Grande Sertão Veredas. Com o andamento desta leitura, promover ações de dramatização dos enredos propostos na trama, debates acerca dos hábitos e costumes narrados, levantamento de expressões e vocabulário empregados... Passar o curta-metragem quando a história referenciada for lida pelos alunos (depois da leitura) e ensejar comparações. Ao término da leitura do livro, aprofundar o debate entre leitura e produção audiovisual com a apresentação de trechos da minissérie Grande Sertão Veredas produzida pela Rede Globo.

Comentários
A cultura neste século XXI extrapolou os limites aos quais estava restrita. Deixamos de ser leitores apenas daquilo que está impresso, no papel, nos jornais, nos livros... A transposição dos veículos mais tradicionais faz-se presente com a ida de clássicos da literatura para as telas. É irreversível este processo e, sendo assim, temos que relacionar os formatos, estabelecer o diálogo entre estas diferentes mídias!

Pedagogo Autor do Plano de Aula
João Luíz de Almeida Machado