|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 222 { professores: 0 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes

Realidade artificial

Filme Utilizado Dadá | Documentário, Ficção | De Eduardo Vaisman | 2001 | 20 min | RJ



Data da Experiência:16/10/2008

Disciplina(s): Química

Temas transversais: Educação Ambiental

Nível de ensino da turma*: Ensino Fundamental I

Faixa etária da turma*: de 10 a 14 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:28

Autor do relato:josilene justino de azevedo

Instituição:ESC MUL ROSA FIGUEIREDO DE LIMA
| PB | CABEDELO
| Municipal
Objetivos do uso do filme
Conscientizar as crianças de uma realidade existente no nosso país, que é a precocidade com que as jovens engravidam na sociedade contemporânea e as conseqüências que isso acarreta na vida desses jovens que não estão preparados para a responsabilidade de assumir um papel de pai e mãe. Isso foi muito bem retratado através do curta "Dadá", onde há um misto de realidade e ficção e os personagens se confundem com os atores encenando uma triste realidade num palco da vida real.

Sequência de atividades envolvendo o filme
Inicialmente fizemos uma roda de conversa e discutimos a respeito da gravidez na adolescência, em seguida levei as crianças para assistir o curta. Após a exibição pedi que fizessem uma pesquisa sobre o tema abordado para que pudéssemos discutir em sala de aula. Durante essa discussão li algumas estatísticas sobre a gravidez na adolescência como: "um a cada quatro bebês que nascem no Brasil são filhos de mães com idade entre 10 e 19 anos e em 1999, do total de 2,6 milhões de partos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 31 mil foram feitos em meninas com idade entre 10 e 14 anos e 673 mil entre 15 e 19 anos". A partir desses dados sugeri uma produção textual em duplas formadas por um menino e uma menina. Também incorporei o tema na aula de ciências abordando o conteúdo "Transmissão da vida". Já que esse assunto é muito delicado entre as crianças, resolvi colocar uma caixa onde os alunos poderiam colocar bilhetes trazidos de casa com perguntas sobre sexo. Os bilhetes não precisavam ser assinados para dar mais liberdade aos alunos. Por meio dessa atividade, pudemos checar desinformações e até os preconceitos que a classe tem a respeito do assunto.

Comente os resultados da experiência
A principio foi um pouco complicado, pois para falar nesse assunto é preciso quebrar alguns tabus, mas no decorrer das atividades as crianças começaram a enxergar a gravidez na adolescência como um problema social, devido à falta de informação e falta de diálogo com os pais. Com a atividade da caixa de perguntas percebi que, mesmo com toda vitrine que a mídia proporciona, as crianças não conheciam, de fato, este assunto. Assim essa foi uma ótima oportunidade para rompermos barreiras, informar e forma cidadãos conscientes dos riscos aos quais eles estão expostos, como retrata de forma brilhante o curta Dadá.