|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Leitura e Escrita de textos que sabem de memória

Filme Utilizado A Casa | Animação | De Andrés Lieban | 2004 | 3 min | RJ



Data da Experiência:13/08/2008

Nível de ensino da turma*: Ensino Fundamental I

Faixa etária da turma*: de 7 a 10 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:25

Autor do relato:EDILANIA MARIA RODRIGUES BATAL

Instituição:LINCOLN FELICIANO
| SP | CUBATAO
| Estadual
Objetivos do uso do filme
Ler e interpretar imagem. Desenvolver
a
oralidade.
Ler
e escrever textos que os alunos conhecem de memória, fazendo correspondência entre a oralidade
e a escrita.
Ampliar o vocabulário dos alunos e promover a aquisição das bases alfabéticas. Reconhecer o
uso funcional do texto.
DESAFIOS COLOCADOS AOS ALFABETIZANDOS/AS : interpretar
a
imagem e
expor oralmente
o assunto tratado ; estabelecer correspondência entre partes do oral e partes do escrito, ajustando o que sabem de cor
à escrita convencional; acionar estratégias de leitura que permitam descobrir o que está escrito e onde; utilizar diferentes estratégias de leitura: antecipação, interferência, seleção e verificação.

Sequência de atividades envolvendo o filme
PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS 1 - Momento realizado na sala de informática: anunciei que iria passar um filme curto, sem falar o titulo do curta. Aproveitei para propor que observassem do que se trata o curta. Apresentei o filme a casa, sem o som.Neste momento esclareci que trata de uma música de que tem conhecimento. Sem dar maiores pistas oportunizei que falassem sobre suas conclusões, se sabiam do que se tratavam as imagens. Algumas crianças chegaram a dar pistas de que tratava da música de Vinicius de Moraes e justificavam que ele não construía nada.Uma das crianças afirmou que era a musica, pois não podia ilustrar a casa, pois não tinha nada. Apresentei novamente o filme com o som. Abri nova roda de conversa, visando que as crianças estabelecessem relações entre a música e a imagem. 2 - Sala de aula : expus na lousa o texto escrito e fiz a leitura coletiva com as crianças. Pedi que encontrassem no texto palavras sugeridas por, a fim de possibilitar a usarem suas estratégias de leituras. Em seguida, fiz a leitura coletiva apontando para cada palavra. Finalizei esta atividade, apagando palavras por palavras e a medida que ia apagando pedia-lhes que falassem a palavra que foi apagada. Organizei a sala em duplas conforme as hipóteses de escrita e distribui a música em textos fatiados, em palavras móveis, letras moveis ou folha para registro da música. Duplas formadas por: Pré-silábico / silábico sem valor - organizar o texto a partir de frases fatiadas; Silábico sem valor / silábico com valor - organizar a letra da musica por meio das palavras fatiadas; Silábico com valor sonoro / silábico alfabético - organizar a letra da musica por meio do alfabeto móvel; Silábico alfabético / alfabético - proponha que faça a reescrita da musica .

Comente os resultados da experiência
Sempre trabalho com escrita de textos de memória em minha sala de aula, é uma atividade muito relevante para alfabetização, por oportunizar o educando a vivenciar estratégias de escritas de textos verdadeiros. Entretanto, a possibilidade de agregar mais ludicidade a esta prática foi muito agradável, as crianças ficaram mais entusiasmadas, envolveram no assunto com propriedade e executaram as demais atividades de forma prazerosa. Sempre que possível nas aulas ocorridas no laboratório de informática, procuro visitar os curtas e propor discussões em torno dos mesmo. Enxergo este recurso dos curtas como realmente relevante, desenvolve a criatividade de nossas crianças e subsidia a produções melhores e com mais qualidades.