|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Histórias Clandestinas

Filme Utilizado Clandestina Felicidade | Ficção | De Beto Normal, Marcelo Gomes | 1998 | 15 min | PE



Data da Experiência:16/10/2008

Temas transversais: Ética , Pluralidade Cultural , Tecnologias

Nível de ensino da turma*: Ensino Médio

Faixa etária da turma*: de 14 a 18 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:40

Autor do relato:Avanúzia Ferreira Matias

Instituição:JOSE NEUDSON BANDEIRA BRAGA, CEJA PROF
| CE | FORTALEZA
| Estadual
Objetivos do uso do filme
Apresentar características da obra da escritora Clarice Lispector, despertando, através do filme, o interesse pela leitura, numa tentativa de mostrar que, assim como na ficção, a realidade também é composta de aventuras que fogem à normalidade e que cruzam com outras histórias para quebrar a rotina, às vezes levando-nos a fazer coisas surpreendentes e prazerosas. Estimular os alunos a terem prazer pela escrita, pois esta pode ser uma atividade divertida e através da qual podemos descobrir mundos além da nossa realidade.

Sequência de atividades envolvendo o filme
1o passo: eu (professora) apresentei, de forma resumida, a biografia da autora, falei sobre sua infância em Recife, a paixão pela obra de Monteiro Lobato, a ida para o Rio de Janeiro, a vivência no exterior, o acidente com o cigarro e sobre sua solidão. 2o passo: os alunos assistiram ao filme e, em seguida, conversamos sobre as várias histórias de Clarice que existem neste vídeo e que a junção destas histórias nos faz perceber que a autora vê o mundo com olhos que enxergam além do que se pode ver, que a imaginação transforma o viver da menina em um ato livre e capaz de fazer tudo acontecer. 3o passo: os alunos, esclarecidos das histórias contextualizadas no curta, escolheram uma delas e lhes foi proposto escrever um texto em que suas histórias cruzassem com uma das histórias da infância de Clarice. O resultado foram textos criativos e com outros significados para a felicidade.

Comente os resultados da experiência
A atividade foi bastante proveitosa, os alunos aceitaram muito bem a proposta da literatura desenvolvida por Clarice e o objetivo de despertar o interesse pela leitura foi alcançado, pois os alunos interessaram-se por conhecer suas obras, procuram por romances e contos na biblioteca e estão curiosos para lê-los,pois sabem que ela sempre surpreende, porque conduz a narrativa por caminhos incertos e misteriosos, algo que interessa e fascina adolescentes. Os alunos estão conseguindo ler nas histórias de Clarice Lispector narrativas diferentes dos romances que eles julgam cansativos e sem graça, vêem ações de pessoas incompletas e que estão sempre à procura de algo, como qualquer ser humano, sem esperar respostas para tudo e sem ter que seguir um padrão de vida, preocupando-se apenas em encontrar a felicidade.