|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

Perguntas "Difíceis"

Filme Utilizado Minhocas | Animação | De Paolo Conti | 2006 | 15 min | SP



Data da Experiência:01/10/2008

Disciplina(s): Artes , Língua Portuguesa , Música

Nível de ensino da turma*: Ensino Fundamental I

Faixa etária da turma*: de 7 a 10 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:30

Autor do relato:Eloisa F. F. Pestana

Instituição:PASQUALE PECCICACCO
| SP | SAO PAULO
| Estadual
Objetivos do uso do filme
. Ampliar o leque de opções para busca de respostas à dúvidas que temos;
. Salientar a importância da pesquisa para aprimorar nossos conhecimentos já adquiridos e também para aprender coisas novas;
. Estimular a busca de respostas para dúvidas ou curiosidades não só através da internet mas também em livros ou outros portadores.

Sequência de atividades envolvendo o filme
Para planejar as atividades que iria desenvolver, pesquisei no site, sugestões de atividades, busquei alguns livros que pudessem ilustrar e enriquecer as aulas e desenvolvi o trabalho a partir do seguinte roteiro: 1ª AULA - Trouxe para a leitura compartilhada, feita diariamente na classe, a letra da música Oito Anos (Paula Toller). 2ª AULA - Para a leitura compartilhada, trouxe cópias da letra da música Oito Anos (Paula Toller) e distribui aos alunos. Fizemos então a leitura coletiva.Depois ouvimos o Cd com a música. 3ª AULA - Leitura em duplas do livro "Crianças como você. Cada dupla recebeu um livro para pesquisar e se divertir! 4ª AULA - Hoje iniciamos os trabalhos com a leitura compartilhada de algumas questões presentes no livro "Meu Primeiro Larrousse dos Porquês". Além da leitura compartilhada sobre "Perguntas Difíceis",hoje para lição de casa cada aluno escolheu uma pergunta dentre as quatro que eu previamente selecionei . Porque os olhos piscam? . Porque o cabelo cresce? . Do que é feita a neve? . Porque os dentes caem? 5ª AULA - Hoje assistimos ao filme MINHOCAS No início da aula falei um pouco sobre a história que iríamos assistir, tentando dessa forma estimular e também preparar a turma para aproveitar e entender a mensagem passada pela história. A classe adorou o filme. Todos sem exceção se concentraram e "curtiram" a sessão! 6ª AULA - Para encerrar o projeto, escolhemos algumas das questões que fazem parte do livro "Meu 1º Larrousse dos Porquês" que a classe achou mais interessante e a turma confeccionou cartazes que ficaram expostos no mural da escola para que as outras crianças também pudessem encontrar respostas para algumas... "PERGUNTAS DIFÍCEIS"

Comente os resultados da experiência
Elaborei todo um plano de trabalho que não ficou focado somente no Filme Minhocas, mas que teve como objetivo tornar a situação apresentada pelo filme - uma criança que faz uma pergunta complexa aos pais. No final da sessão,conversamos um pouco sobre o que viram e surgiram comentários como: . O Junior deve ter uns sete anos igual "a gente"; . Vocês viram a cara dos pais dele quando ele perguntou por que não podiam cavar pra cima?; . A pergunta difícil que ele fez foi essa: "porque não podemos cavar pra cima?" . O pai do Junior deu a resposta levando ele lá em cima pra ver como era perigoso; . Então ele descobriu que não podiam cavar pra cima porque era perigoso. . É mais depois ele arranjou outra pergunta difícil pra fazer! . O céu deles é ao contrário do nosso. . Alguém sabe de verdade o que acontece quando agente morre? . Não dá para saber... só morrendo! Depois da conversa sobre o filme, cada aluno fez uma ilustração sobre a parte que mais gostou e colocamos em exposição no mural da escola. A classe se identificou com o personagem principal do filme pois passaram toda a semana pensando em coisas que gostariam de saber a resposta, mas que não eram "simples" de serem respondidas e tornaram-se solidários ao personagem que perguntava, perguntava e os "adultos" nem sempre respondiam, mais ou menos como eles se sentem quando "aparecem" com curiosidades que os pais não sabem como responder à princípio.