|
Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Filmes
Filtrar por

A vida sertaneja, a migração para as grandes cidades e o choque cultur

Filme Utilizado Patativa | Animação, Documentário | De Ítalo Maia | 2001 | 10 min | CE



Data da Experiência:08/09/2012

Nível de ensino da turma*: Ensino Médio

Faixa etária da turma*: de 14 a 18 anos

Nº de alunos que assitiram esta sessão:18

Autor do relato:Charles Lemos Costa

Instituição:CEM 10 DE CEILANDIA
| DF | BRASILIA
| Estadual
Objetivos do uso do filme
- Identificar o grande êxodo nordestino em direção, especialmente, ao sudeste industrial no governo de JK; - Debater sobre a indústria da seca, o poder político e a compra de votos; - Comparar a vida do campo à vida nas cidades; - Observar as diferenças e o choque cultural presentes neste momento de encontro; - Reconhecer a importância da tolerância e da convivência com outras culturas; - Perceber que existem outros saberes além do saber sistematizado; - Apreciar a resistência, a poesia e o saber de Patativa do Assaré; - Identificar as representações culturais nordestinas presentes no meio em que vivem.

Sequência de atividades envolvendo o filme
1- Colocar no quadro frases ou palavras-chaves que se relacionem ao conteúdo e ao autor; 2- Tentar tirar dos alunos conhecimento sobre as frases ou palavras chaves, através de um pequeno debate; 3- Perguntar aos alunos se conhecem o Patativa do Assaré e comentar sobre sua vida e obra; 4- Ler os fragmentos da poesia: Cante Lá Que Eu Canto Cá - Patativa do Assaré - http://letras.mus.br/patativa-do-assare/1072883/; 5- Pedir aos alunos que comentem; 6- Entregar Patativa Diálogo, que está no site, para que acompanhem o curta- http://portacurtas.org.br/curtanaescola/Filme.asp?Cod=989 7- Apresentar o curta: Patativa; 8- Discutir o filme com os alunos; 9- Entregar aos alunos textos relacionados ao tema da aula. Dividir a turma em seis grupos - cada grupo com um texto para discussão (como sugestão deixo os títulos abaixo): - Biografia de Patativa do Assaré - http://www.tanto.com.br/Patativa.htm - Governo JK, sintetizado, enfocando os trabalhadores rurais, as ligas camponesas, a questão agrária e a SUDENE - http://mrh1.sites.uol.com.br/mrhjk.htm; - A sabedoria do homem do campo - http://www.blogdowilson.com.br/ler_mens.asp?m=23&PN=1&i=25; -Alimentada pela escassez, "indústria da seca" fatura com a estiagem no nordeste ( digite a frase acima em site de busca e achará o texto); -O êxodo rural - http://www.suapesquisa.com/geografia/exodo_rural.htm; Vaca Estrela e boi Fubá - http://letras.mus.br/fagner/256828/. 10- Roda para apresentação de cada texto e discussão; 11- Em casa, os alunos escreverão um artigo de opinião: "o poder do imaginário popular". 12- Atividade opcional: os alunos poderiam ir a campo e conhecer locais da cidade onde moram, que sejam pontos de cultura e fariam documentários ou entrevistas relacionadas ao assunto estudado, com orientação do professor, para apresentação na sala de aula para todos os alunos. Avaliação: Será feita através da observação dos alunos nos debates, apreciação do artigo de opinião ou através da produção dos documentários.

Comente os resultados da experiência
A aula utilizando o curta Patativa superou minhas expectativas, apesar de nenhum aluno da minha turma ter conhecimento sobre quem era o Patativa do Assaré. Participaram da discussão sobre a sua biografia e o conhecimento que tem o "matuto". Muitos ficaram surpresos. Como pode alguém analfabeto escrever poesias? Em relação ao tema de história, que é a área em que atuo, atingi meus objetivos, já que os textos, o curta e debates levaram à reflexão sobre o tema proposto. O debate chegou ao clímax quando os alunos relacionaram a migração, a indústria da seca, a miséria, o preconceito e até mesmo a linguagem e a não valorização da cultura popular às ações políticas e perceberam a necessidade de intervenção no processo político para que ocorram as mudanças necessárias. Ao ler o artigo de opinião, pude perceber a sensibilidade dos meus alunos para com a importância das culturas e a necessidade de reconhecimento do outro no eu. Muitos dos alunos se identificaram com o tema do curta, pois, a maioria tem origem nordestina e mora em uma cidade com a presença massiva de migrantes nordestinos, que é Ceilândia no DF. Temos uma feira Central basicamente nordestina e o maior São João do Cerrado. Muitos se sentiram inseridos no cotidiano relatado, citando suas experiências ou viagens que fizeram à região. A maioria saiu de seus locais em busca de um local melhor para viver e aqui vivem as dificuldades da cidade grande e, muitas vezes, não tem suas necessidades básicas satisfeitas.